BLOG TENDA

Tenda aposta em condomínios

A construtora Tenda também entrou de cabeça nos projetos dos grandes condomínios. Mas sem abrir mão do perfil mais popular. A empresa está lançando na divisa entre as cidades de Paulista e Olinda o Residencial Rio Doce. Serão dois blocos de prédios, o Rio Doce I e o Rio Doce II. Cada um formado por edifícios com cinco pavimentos. No total serão 896 apartamentos de cerca de 40 metros quadrados e dois quartos.

As vendas devem começar até o final deste mês. Na área comum de lazer do condomínio os moradores terão acesso a playground, churrasqueira, quadra de futebol e piscina. O empreendimento terá portaria 24 horas, cerca elétrica e sistema de segurança. De acordo com a direção da Tenda, a previsão é a de que os preços à vista fiquem entre R$ 55 mil e R$ 65 mil.

O projeto foi enviado pela empresa para a Caixa Econômica Federal para que seja analisado e eventualmente financiado pelo banco. Instituições privadas também foram contatadas. Não foi divulgada a data de início das obras, mas o prazo para entrega, depoisque os trabalhos começarem, é de 26 meses. Os interessados no Residencial Rio Doce podem conseguir mais informações através do telefone 4003-4040.

Com sede em Minas Gerais, a Tenda tem foco exclusivo no público com renda familiar entre quatro e 10 salários mínimos (R$ 1.660 a R$ 4.150). O preço dos imóveis varia de R$ 55 mil a R$ 90 mil. A empresa tem projetos espalhados por oito estados e no Distrito Federal. Quatro deles estão em Pernambuco: os residencial Ateliê Life e Cidades do Mundo Life, no Recife, e os residenciais Jangadeiro Life e Piedade Life, em Jaboatão.

A Tenda conta com uma loja na Rua do Hospício, bairro da Boa Vista, Recife, e outra no Shopping Guararapes, em Jaboatão. Em todo o Brasil são 40. Até o próximo dia 31, a construtora está realizando o feirão Casa Nova. Os clientes que fecharem negócio vão receber os móveis do apartamento. É preciso dar entrada uma entrada mínima de R$ 5 mil e ter o crédito aprovado para financiamento bancário.

De acordo com a empresa, os imóveis podem ser financiados em até 360 meses. Os móveis serão enviados após a entrega das chaves. Os clientes vão receber um sofá de três lugares, uma mesa de jantar com quatro cadeiras, um rack para televisão, dois armários de duas portas, uma cama de casal e uma bicama de solteiro. Mais informações podem ser obtidas no site da Tenda (www.tenda.com).

Fonte: Diário de Pernambuco

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks

Construtora que trabalha com empreendimentos de perfil mais barato lança o Rio Doce I e II. Os edifícios ficam na divisa com Olinda e têm unidades com preços entre R$ 55 mil e R$ 65 mil

A construtora Tenda lança o seu primeiro empreendimento na cidade de Paulista, município da Região Metropolitana do Recife. O Residencial Rio Doce é dividido em dois blocos, cada um com 44 edifícios, de cinco pavimentos cada (térreo mais quatro andares), totalizando 896 unidades. Os apartamentos terão cerca de 40 metros quadrados (m²) e preços que variam de R$ 55 mil a R$ 65 mil. Quanto à forma de pagamento, a Caixa Econômica Federal está analisando o projeto para dar o sinal verde e financiar os imóveis.
O empreendimento será erguido na divisa entre Paulista e Olinda. As obras do Residencial Rio Doce estão programadas para começar ainda este mês e com término para daqui a 26 meses. Na área de lazer comum do condomínio serão oferecidos equipamentos como playground, churrasqueira, quadra de futebol e piscina. O condomínio será fechado, com portaria 24 horas e terá cerca elétrica e sistema de segurança. Já os apartamentos terão dois quartos, sala, banheiro e cozinha. Serão quatro por andar em cada uma das edificações. A construtora, além de focar em um público de perfil mais popular, aposta também em jovens que estejam em busca de sua primeira moradia.

A Tenda é uma construtora mineira que chegou ao Estado neste ano. Sua linha de atuação é sempre junto à classe popular. Os primeiros empreendimentos pernambucanos da empresa – que foi adquirida pela incorporadora paulista Gafisa – foram os residenciais Ateliê, Cidades do Mundo e Jangadeiro, nos bairros da Várzea, no Recife, e Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, respectivamente.

Fonte: Jornal do Comércio

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks

Jardim Fragoso terá condomínio com 896 unidades entre 40m2 e 45m2

Olinda será o novo destino da construtora Tenda. A empresa irá construir um condomínio com 896 unidades no bairro de Jardim Fragoso, em Olinda. O empreendimento será dividido em dois blocos separados, cada um com 44 edifícios. Os apartamentos, que terão uma média de 40 metros quadrados a 45 metros quadrados, serão comercializados na faixa de R$ 55 mil a R$ 65 mil. O condomínio ganhará o nome de Rio Doce I e II. De acordo com a previsão dos investidores, as obras devem ser iniciadas no fim deste mês.
O projeto está em fase de registro em cartório, mas já foi aprovado e nós pretendemos dar início às obras ainda neste mês , afirmou o diretor da Região Nordeste da construtora Tenda, Fernando Cabral. Os edifícios terão uma média de 20 unidades cada torre. Já os apartamentos terão dois quartos, banheiro, sala e cozinha. Este é um projeto desenhado para os jovens de idade entre 22 a 25 anos ou pessoas que têm um emprego mais formal e querem adquirir o seu primeiro imóvel , disse Fernando Cabral. A área de lazer, que será dividida para cada 400 unidades, contará com playground, piscina, quadra de futebol, cerca elétrica e sistema de segurança.
O condomínio ficará localizado na divisa entre Olinda e Paulista. De acordo com Cabral, o valor do imóvel poderá ser financiado pela Caixa Econômica Federal e por outros bancos privados. Nós temos uma parceria com a Caixa e com outros bancos e oferecemos diversas opções de financiamento, que podem chegar até 90% do valor do imóvel. Nós estamos esperando o início das obras para que os bancos possam avaliar qual a opção de crédito que será oferecida , disse.
Segundo o gerente, a construtora também está estudando a possibilidade de abertura de uma nova loja na cidade ou na vizinha Paulista. Nós estamos buscando o melhor ponto para atender a demanda das duas cidades, principalmente após o lançamento deste condomínio , contou. Para o lançamento e início das vendas deste empreendimento, a construtora está elaborando uma maior campanha na região e estudando a possibilidade da utilização de stands no local. A previsão de entrega é de 26 meses, a contar do início da obra.

 

Fonte: Folha de Pernambuco

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks

A Construtora Tenda, companhia do setor imobiliário residencial voltada exclusivamente para o segmento popular e com equipe própria de vendas, completa um ano de atuação em Goiás registrando vendas de 1.500 unidades habitacionais e a criação de cerca de 600 empregos diretos e indiretos. De 2007 até o final do 1º semestre de 2008, a empresa lançou 3.700 unidades no Estado. No Brasil foram 23.730 unidades residenciais, cerca de 9.040 vendidas, e 15.854 a mais que o mesmo período no ano, o que deu um salto de 43% em vendas.
 
Até o fim do primeiro semestre deste ano, a companhia apresentou 39 novos empreendimentos em todo o País. Deste montante, dois estão em Goiânia: Green Ville, com 176 unidades, no valor médio de R$ 80 mil para imóveis de 44m² e 88m²; e mais 1.768 apartamentos no Goiânia II, com preços ainda a definir, com 55m² e 44m².
 
Segundo o diretor de vendas da Tenda do Centro-Oeste, Paulo Eduardo Berbert Lopes, a chegada da empresa a Goiás faz parte do plano de expansão da empresa, que nos últimos 10 anos ampliou suas operações de Minas Gerais, onde foi fundada, para outras localizaddes no Sudeste, Sul, Nordeste e Centro-Oeste.
 
A empresa, que está em 77 municípios do País, teve faturamento de R$ 321 milhões até agora.  Esse resultado, diz Paulo, segue a linha de projeção feita até o final de 2008. Segundo ele, a companhia tem ainda um banco de terrenos para construir  mais 98.943 unidades, correspondente ao valor global de vendas (VGV) de R$ 7,6 bilhões
 
O diferencial da empresa, conforme o gerente regional, é o foco no público das classes B e C, além do desenvolvimento de projetos arquitetônicos até a entrega do imóvel. “É a única empresa do setor que vende seus imóveis exclusivamente com equipe própria e com uma rede de 40 lojas”, cita. Na região são quatro lojas: Goiânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia e uma no Distrito Federal. A empresa tem unidades também em Águas Lindas de Goiás e  Novo Gama
 
Expansão
A Tenda criou uma estratégia de expansão contínua e gradativa, segundo Lopes, reflexo do crescimento econômico, queda nas taxas de juros e evolução das vendas, além dos baixos índices de inadimplência
 
A estréia da Tenda na Bovespa em 2007 alavancou a empresa, que apresentou lucro líquido de R$ 20,840 milhões no segundo trimestre de 2008, aumento de 557,8% em comparação aos R$ 3,168 milhões vistos em igual período de 2007
 
A receita líquida operacional da companhia totalizou R$ 179,295 milhões entre abril e junho deste ano, avanço de 583,4% ante R$ 26,236 milhões vistos no mesmo período de 2007. Já as vendas contratadas entre abril e junho deste ano foram de R$ 405 milhões, 410% maior na comparação ao mesmo período do ano anterior.

Fonte: Diário da Manhã

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks

A Construtora Tenda, única companhia do setor imobiliário residencial voltada exclusivamente para o segmento de baixa renda e com equipe própria de vendas, anunciou hoje um lucro líquido de R$ 20,840 milhões no segundo trimestre de 2008, registrando aumento de 557,8% em comparação aos R$ 3,168 milhões vistos em igual período do ano anterior.

A receita líquida operacional da companhia totalizou R$ 179,295 milhões entre abril e junho deste ano, alcançando avanço de 583,4% ante R$ 26,236 milhões vistos no mesmo período de 2007.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) ficou em R$ 30,280 milhões no segundo trimestre de 2008, com um aumento de 6.288,2% ante os R$ 474 mil obtidos em igual período do ano anterior. Já a margem Ebitda foi de 16,9% no trimestre passado, atingindo uma alta de 15,1 pontos percentuais em termos anuais.

Em comunicado ao mercado, a Tenda informou o lançamento de 6.788 unidades no segundo trimestre de 2008, com um valor geral de vendas (VGV) total de R$ 496 milhões, alcançando um aumento de 116% em relação à igual período de 2007. Já as vendas contratadas entre abril e junho deste ano foram de R$ 405 milhões, 410% maior na comparação ao mesmo período do ano anterior.

“Trabalhamos com um cenário de continuidade do crescimento econômico ao longo dos próximos trimestres, pautado pela diminuição das taxas de inflação já no curto-prazo, ao passo que temos acompanhado de perto a evolução de nossas vendas mês a mês, bem como os índices de cancelamento e inadimplência”, informou a companhia por comunicado.

Fonte: InvestNews

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks

As ações da Construtora Tenda (TEND3) deram seqüência à guinada favorável dos últimos dois pregões e cravaram ganhos expressivos nesta segunda-feira (14). Os papéis subiram 6,60% e assumiram posição confortável de desempenho anual, com 10,24% de valorização.

Apesar de o pregão ter sido positivo para o setor imobiliário, a maioria das ações das incorporadoras e construtoras de imóveis acumula perdas superiores a 30% na Bovespa no ano. “A Tenda precisava se provar. Acho que o mercado queria isso”, comemora o diretor de RI, Ricardo Perpétuo.

Na avaliação do Relações com Investidores, o mercado está reconhecendo os últimos resultados trimestrais positivos da companhia, focada no segmento da baixa renda, além dos últimos dados preliminares referentes ao segundo trimestre.

“De pouco em pouco estamos provando e entregando resultados que confortam o investidor para que ele perceba que há uma diferença de valuation muito grande”, acrescentou Perpétuo em entrevista à InfoMoney.

Baixa renda
Na semana passada, a Tenda informou que bateu recorde histórico de vendas no segundo trimestre, contabilizando um total de 5.627 unidades. Os lançamentos foram de 6.788 unidades, representando um VGV (Valor Geral de Vendas) de R$ 496 milhões, 115,60% maior do que o registrado no segundo trimestre de 2007.

De fato, a demanda expressiva do segmento de menor renda e o impacto leve da Selic maior nos financiamentos imobiliários têm levado analistas a acreditarem que as incorporadoras voltadas a esses clientes estariam mais protegidas no cenário de inflação alta e conseqüente aumento na taxa básica de juro.

“Nenhum segmento do setor imobiliário brasileiro está totalmente imune ao atual ciclo de aperto monetário. Entretanto, acreditamos que alguns ramos apresentam uma melhor relação de risco-recompensa”, sentencia o Credit Suisse, que reduziu a aposta à indústria de imóveis do País, mas manteve a Tenda com recomendação “acima da média”.

Fonte: InfoMoney

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks

A Tenda, construtora voltada ao segmento de baixa renda, anunciou hoje que vendeu o número recorde de 5.627 unidades no segundo trimestre, o que representa uma alta de 404,7% sobre o mesmo período do ano passado. Isso representou vendas contratadas de R$ 405,1 milhões de abril a junho de 2008, um crescimento de 409,5% em relação a igual intervalo de 2007.

De acordo com a prévia do desempenho da empresa nos três meses encerrados em junho, os lançamentos totalizaram 6.788 unidades, representando um valor geral de vendas de R$ 496,1 milhões, com altas de 135,4% e de 115,6%, respectivamente, sobre o que foi registrado no segundo trimestre do ano passado.
(Cesar Bianconi)

Fonte: Broadcast – Agência Estado

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks

O ano da mineira Tenda

A mineira Tenda foi a principal revelação do mercado imobiliário no ano de 2007, na Região Metropolitana de São Paulo, sendo a única a ficar entre as cinco primeiras, nas três principais categorias. Venceu o prêmio de maior construtora do Top; alcançou o quarto lugar, em incorporação; e ainda conquistou a quinta colocação, em vendas. “O ranking demonstra claramente a contribuição da Tenda no desenvolvimento do mercado imobiliário paulista”, afirma André Vieira, diretor-executivo da empresa.

Focada no segmento de baixa renda, a construtora teve um ano exemplar de lançamentos. Foram 23.730 unidades no País e um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 1,8 bilhão, sendo 3.340 na Grande São Paulo. As vendas seguiram um ritmo forte alavancado principalmente pela ampliação do crédito imobiliário. “O financiamento imobiliário é a base do processo de vendas da nossa empresa.” Segundo o executivo, a queda nos juros e o controle da inflação permitiram que mais pessoas tivessem acesso a bens e serviços. “Nesse cenário, a mais beneficiada foi a classe C, justamente onde se concentra o público da Tenda.”

Internamente, para dar suporte ao crescimento acelerado da empresa, de 169,8% em relação a 2006 no faturamento, foi realizado um forte trabalho na gestão da companhia. “Recebemos novos sócios, que nos ajudaram nesse esforço, abrimos o capital da empresa em bolsa em outubro, contratamos novos profissionais”, explica Vieira. No entanto, os efeitos do lançamento de ações na bolsa não chegaram a ser percebidos em 2007. “Toda a nossa performance no ano passado se deveu principalmente ao esforço de aperfeiçoar a gestão e a qualidade dos produtos.”

PADRONIZAÇÃO

A Tenda trabalha com projetos arquitetônicos padronizados que permitem a construção em maior escala e redução de custos de produção. Isso se reflete no preço final das unidades. Ao todo, são quatro tipos de produtos: casas térreas; casas de dois andares; prédios sem elevador, com quatro ou cinco andares; e prédios com elevador, com mais de cinco andares.

Os projetos procuram privilegiar as áreas comuns. “Todos os produtos são construídos em condomínios fechados, com equipamento comunitário e de lazer completos, como churrasqueiras, playground, salões de festa e de jogos, além de piscinas, quadras esportivas, cyber rooms e espaço mulher.”

NÚMEROS

3.340 unidades
Foi o total lançado pela Tenda na Região Metropolitana de São Paulo, em 2007. Ao todo, foram 23 lançamentos e 126 blocos

US$ 145 milhões
Foi o Valor Geral de Vendas (VGV) comercializado pela empresa no período considerado no ranking

264.877 m²
É a área total das unidades comercializadas pela Tenda durante os 12 meses de 2007 na Grande São Paulo

Fonte: O Estado de São Paulo

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks

A quarta edição do Feirão da Casa Própria da Caixa Econômica Federal, de 5 a 8 de junho, no Riocentro, terá prestações mensais a partir de R$ 207,50. Serão parcelas que cabem no bolso de milhares de pessoas que sonham em sair do aluguel. Além disso, as unidades usadas poderão ser financiadas em até 100% com a linha de crédito que utiliza o dinheiro do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A medida vale para imóveis avaliados em até R$ 130 mil. O prazo de pagamento foi ampliado para até 30 anos.

Além das milhares de ofertas para todos os tipos de orçamento, a Construtora Tenda, focada no segmento econômico, levará lançamentos em vários bairros e municípios do Rio. Outra vantagem do feirão é que o interessado na compra da moradia pode negociar melhores preços e condições de pagamento devido ao número expressivo de ofertas. A Caixa ainda não divulgou a quantidade de unidades, mas, no ano passado, foram ofertados 44 mil imóveis.

A construtora Gercon também estará no evento com o empreendimento Bella Vita, em Ramos. O novo condomínio, com 80 unidades, será construído na rua Serra Freire 15. A área comum contará com piscina, churrasqueira e salão de festas. O preço dos apartamentos varia entre R$ 60 mil e R$ 100 mil, financiado pela Caixa em até 30 anos.

O objetivo é atender às pessoas com renda entre cinco e oito salários mínimos (R$ 2.075 a R$ 3.320). Para Roberto Campello, diretor de Incorporações da Gercon, o Bella Vita deverá atender ainda uma parcela maior da população, com rendimentos de até 10 salários (R$ 4.150).

“A nossa idéia é nos especializarmos neste segmento, que tem uma demanda reprimida de 10 anos. Com o aumento da renda e com taxas subsidiadas pela Caixa, de aproximadamente 7% ao ano, mais TR, essas pessoas acabam pagando prestações muito próximas ao aluguel. Por isso, fazem um esforço um pouco maior para comprar o imóvel próprio”, explica Campello.

Os empréstimos no feirão poderão chegar a 100% do valor do imóvel. As taxas de juros variam de 3% a 14,5% ao ano. Nesse caso, para os contratos com taxa prefixada. Para os financiamentos com juros pós-fixados, haverá a correção da TR (Taxa Referencial).

Especialistas recomendam que é melhor o financiar em um prazo menor, mas deve-se levar em consideração se a parcela mensal caberá no orçamento das famílias. De preferência, é bom comprometer até 30% dos rendimentos mensais. Outra dica é optar pelo sistema de amortização constante – o valor das parcelas vai diminuindo no decorrer do financiamento e não há risco de saldo devedor.

Inscrição para imóveis do PAR

Os interessados na aquisição de um imóvel do Programa de Arrendamento Residencial (PAR) poderão se inscrever na quarta edição do Feirão da Casa Própria da Caixa. O modelo de crédito teve os valores das unidades e da renda ampliados.

Agora, o rendimento máximo exigido dos trabalhadores subiu de R$ 1.800 para R$ 2.200 e o preço do imóvel foi de R$ 40 mil para R$ 48 mil nos municípios do Rio e de São Paulo. A taxa de arrendamento também foi reajustada para 0,6% e 0,8% do valor da moradia. O menor percentual é para famílias com renda até R$ 1.700. Nesse caso

Terra – Invertia

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks

A Tenda é uma mãe

Presente em nove estados brasileiros, inclusive no Distrito Federal, a Construtora Tenda presenteia as mães com a promoção “Super Semana das Mães”. Os clientes que adquirirem um imóvel até domingo (11) poderão escolher entre receber o imóvel mobiliado, a cozinha montada ou ter piso laminado Durafloor instalado.

O futuro proprietário não pagará nada a mais no valor do imóvel para ter acesso aos prêmios. A única diferença é no valor da entrada: R$ 7 mil para ter o imóvel mobiliado, R$ 5 mil para o piso laminado e R$ 3 mil para ganhar a cozinha montada. O cliente que optar pelo piso de madeira poderá escolher as cores jatobá ou carvalho.

A Tenda atua na região do DF e Entorno. Já são casas e apartamentos no Valparaíso, Ceilândia e Águas Lindas de Goiás com prestações mensais fixas a partir de R$ 240.

Com 38 anos de história, a construtora se diferencia das demais empresas do setor por ter foco exclusivo no público com renda familiar entre três e 10 salários mínimos, oferecendo imóveis com qualidade e design inovadores. O preço de seus imóveis varia entre R$ 60 mil e R$ 120 mil

Compra facilitada pelos juros baixos

Ariosvaldo Pereira de Souza e sua esposa, Juciene Procópio Ferreira, moram na Asa Norte e estiveram na loja no último dia 7 para conferir as condições oferecidas pela Tenda. “Estamos em busca de um imóvel próprio. Já temos visto propagandas e opções no DF e viemos aqui para ver os planos que a Tenda tem”, disse Ariosvaldo. Eles moram há 15 anos de aluguel e encontraram um bom momento para adquirir o primeiro imóvel.

“Tenho observado hoje, com a gama de oferta, que quem constrói tem facilitado a compra com a queda nos juros e nos financiamentos”, acrescentou Ariosvaldo.

O cliente interessado em participar da promoção poderá procurar a loja Tenda, localizada no Setor Comercial Sul, Quadra. 03, loja A, Edifício José Barros, ou agendar um horário pelo telefone 4003-4040. Pelo site da empresa é possível obter mais informações sobre os empreendimentos na cidade.

Compartilhe:
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Technorati
  • StumbleUpon
  • Google Bookmarks